Rubens: Premiada como "melhor do mundo", bailarina formada pelo Bolshoi Brasil conquista nova medalha - Cultura e Variedades - A Notícia

Versão mobile

Orelhada20/06/2017 | 13h58Atualizada em 20/06/2017 | 14h31

Rubens: Premiada como "melhor do mundo", bailarina formada pelo Bolshoi Brasil conquista nova medalha

Amanda Gomes foi a melhor colocada em mais uma das três competições de balé mais importantes do mundo

Ela dançou A Bela Adormecida, Laurência e Lago dos Cisnes no XIII Moscow Ballet Competition Foto: Moscow Ballet Competition / Divulgação

Depois de ter recebido a medalha de ouro no concurso de balé mais respeitado do mundo, a bailarina Amanda Gomes, formada na Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, sediada em Joinville, foi premiada em mais uma das três competições mais prestigiadas no cenário mundial da dança. Ela participou do XIII Moscow Ballet Competition, concurso que ocorre dentro do Teatro Bolshoi, em Moscou, de quatro em quatro anos. Depois de três fases, concorrendo com participantes de todo o mundo, a goiana que viveu por dez anos em Joinville conquistou a classificação máxima do concurso: o segundo lugar no duo sênior, já que não houve premiação com medalha de ouro na categoria.

Amanda competiu ao lado do bailarino Mikhail Timaev com os Pas de Deux dos balés A Bela Adormecida, Laurência e Lago dos Cisnes, além de uma variação contemporânea, que foi premiada como a melhor coreografia contemporânea do concurso. Mikhail  ganhou como o ¿melhor partner do concurso¿. Ele é partner de Amanda no Balé da Ópera de Kazan, que ela integra desde 2014, quando deixou a Cia. Jovem do Bolshoi Brasil.

Além da medalha, Amanda Gomes também é convidada da Gala dos Campeões, quando executará novamente a obra contemporânea.

A bailarina é natural de Goiânia (GO), onde iniciou os estudos na dança aos cinco anos. Ela foi selecionada para a Escola Bolshoi aos dez anos e mudou com a família para Joinville. Após os anos de formação, Amanda participou por dois anos da Cia. Jovem Bolshoi Brasil, a companha semi-profissional da escola.

Entre os últimos anos da escola e o período da Cia. Jovem, começou a participar de concursos pelo mundo e a receber premiações: em 2010, Bailarina Revelação no International Ballet Competition (Jackson - Mississipi); em 2012, o Primeiro Lugar Feminino e Melhor Bailarina do Festival Internacional de Dança de Goiás e a medalha de ouro na Competição Internacional de Balé em Istambul, na Turquia. Em 2013, conquistou o primeiro lugar na famosa competição internacional Youth America Grand Prix (YAGP), em Nova Iorque, como melhor Pas de Deux e diploma de mérito por ter participado da grande final do XII Moscow Ballet Competition, na Rússia. Em 2014, Amanda ganhou medalha de ouro, prata e bronze no concurso ¿XIII Russian Open Ballet Competition ¿Arabesque - 2014¿, em Perm, na Rússia. 

Para a família de Amanda, que ainda vive em Joinville, o significado de mais um título é orgulho.

— Estamos muito orgulhosos. Nessa hora, sentimos o conforto pela determinação dela, por todo esforço, pelo sacrifício da distância, e por todos os obstáculos que enfrentou para chegar até lá. Estivemos com ela em pensamento todo esse tempo, e a felicidade é indescritível — conta a mãe, Polyana Gomes.

Saiba mais sobre a bailarina Amanda Gomes:

"Em todo lugar que vou no mundo faço questão de falar que no Brasil há uma escola do Bolshoi", afirma bailarina premiada como melhor do mundo

Bailarina de Joinville entra na lista de jovens destaques da revista Forbes Brasil

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaRejane Gambin: Médicos de Joinville participam de mais um Baile da Esmeralda https://t.co/QIK0KbItx9 #LeianoANhá 53 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC é goleado na Capital e dá adeus ao Campeonato Catarinense Júnior https://t.co/H4ygOFg63J #LeianoANhá 8 horas Retweet

Veja também

A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros