Desfile de mascarados atrai 30 mil pessoas neste sábado no Sul de SC - Cultura e Variedades - A Notícia

Versão mobile

Mistura do Brasil com Itália18/06/2017 | 14h35Atualizada em 18/06/2017 | 14h36

Desfile de mascarados atrai 30 mil pessoas neste sábado no Sul de SC

Há 10 anos, Nova Veneza promove o Carnevale di Venezia, com inspiração na tradicional festa italiana 

Desfile de mascarados atrai 30 mil pessoas neste sábado no Sul de SC Marco Favero/Agencia RBS
Há 10 anos, Nova Veneza promove o Carnevale di Venezia, com inspiração na tradicional festa italiana  Foto: Marco Favero / Agencia RBS

Quando as caixas de som fazem ecoar pela Rua dos Imigrantes, na cidade de Nova Veneza, a letra Se tu pensi che la cachaça sia acqua, la cachaça non è acqua non é sinal que mais uma edição do desfile do Carnevale di Venezia começou. A festa deste sábado à noite trouxe muitas cores e sorrisos para o Centro do pequeno município localizado a 20 quilômetros de Criciúma, no Sul de SC. A mistura do Brasil com a Itália atraiu neste ano 30 mil pessoas, o dobro da população do município.

Não é só na tradução do clássico carnavalesco que a cidade catarinense se aproxima da capital do Vêneto. As fantasias dos foliões são uma atração à parte. Inspiradas no carnevale do velho continente, elas são cheias de babados e adereços e têm como elemento principal as máscaras, que podem cobrir completa ou parcialmente o rosto, adicionando à festa um ar de mistério que instiga a imaginação dos espectadores. 

Foto: Marco Favero / Agencia RBS

Há também uma disputa para fazer selfies com um dos cerca de 600 mascarados desta edição, que podem ser tanto da cidade como de fora, uma vez que qualquer um pode alugar as fantasias. Quanto mais pomposo o traje, mais requisitado para fotos. Por isso, neste ano, grades separavam o público na hora do cortejo, que pela primeira vez, contou com três pequenos carros alegóricos. Um deles no formato de gôndola, menção ao presente de sua coirmã italiana ostentado na praça central da cidade. Outra novidade foi a instalação de arquibancadas.

O desfile faz parte da programação da Feira Gastronômica, que chega à sua 13ª edição. Com um começo tímido, há dez anos, a parada agora tem projeção nacional e atrai turistas de todo Brasil. Há sete anos a administradora Lúcia Cunha, 61 anos, sai de São Paulo para curtir o carnaval:

—  Essa cidade encanta, é a cidade da magia. Vim aqui uma vez e me convidaram para a festa e nunca mais deixei de vir.

Foto: Marco Favero / Agencia RBS

O evento também agrada aos neovenezianos. Com um chapéu de palha escrito "Veneza", o senhor Mário Moro, 84 anos, conta que sua parte favorita é o desfile:

— Sinceramente, se eu tiver cem anos estarei por aí. Nunca perderia essa festa — diz, com seu sotaque que evidencia as raízes italianas.

Ele admite que, para evitar confusões, combina com seu filho um sinal para identificá-lo entre os mascarados. As famílias, aliás, são maioria no evento e a tradição é transmitida aos mais novos. A pequena Maria Laura Ghisi Bratti, de nove anos, aguardava ansiosa pelo início do desfile. Trajada dos pés à cabeça e com uma máscara prateada cheia de penas vermelhas, observava da varanda de casa o movimento na rua. Ao lado de seu pai, o engenheiro mecânico Danilo Bortoluzzi Bratti, ela esperava sua avó terminar de se arrumar para se juntar aos milhares de foliões.

— É um evento bem marcante que cria expectativa em todo mundo da cidade. Depois do desfile, ainda rola uma festa aqui dentro de casa — resume o pai de Maria Laura.

Foto: Marco Favero / Agencia RBS

Por dentro do carnaval ítalo-brasileiro

O Carnevale di Venezia faz parte da programação da Feira Gastronômica e começou há 10 anos. Surgiu como uma estratégia para estreitar relações com Veneza, de onde vieram os primeiros habitantes da pequena cidade do Sul de SC. O desfile na principal rua de Nova Veneza ocorre no sábado à noite e é aberto ao público. Neste ano, atraiu 30 mil pessoas e contou com 600 fantasiados. 

Leia mais:

Florianópolis entra na rota oficial do Caminho de Santiago de Compostela, na Espanha

Mascarados tomam as ruas de Nova Veneza, no Sul do Estado, para o Carnevale di Venezia

Produção caseira reforça cultura cervejeira em Blumenau

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A Notícia'Estou triste como nosso torcedor', diz Fabinho Santos sobre o momento do JEC na Série C https://t.co/7EcPPGsR1h #LeianoANhá 1 horaRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaEmpresas e personalidades recebem premiações do Top of Mind https://t.co/Bc758Z5vHm #LeianoANhá 2 horas Retweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros