Jura Arruda: Espessa noite gótica - Cultura e Variedades - A Notícia

Versão mobile

Crônicas do Anexo 18/11/2016 | 07h31

Jura Arruda: Espessa noite gótica

"Religião é o caminho e não fim. É por onde se escolhe caminhar para alcançar a essência divina, a energia primordial, Deus, como queira."

Houve um período no mundo em que reinou a escuridão. Isso não quer dizer que não houvesse alguns fachos de luz; houve, o Sol insistia. Mesmo o escuro precisa da claridade para ser denominado. Esse tempo ficou conhecido por um sem-número de guerras por territórios e forte intervenção da Igreja. Foi, provavelmente, o tempo de maior decadência humana.

Leia mais notícias de Joinville e região.

Contudo, nesse período, alguns fachos de luz romperam a escuridão: surgiu a sociedade moderna, foram criados conceitos como Estado, nação e universidade; foi criado o garfo (ah, o garfo! Um de meus insrumentos favoritos. Ao lado do ohashi). Foi criado o livro.

A escuridão da Idade Média tem seu espaço e importância na condição humana, mas é inegável que, por causa da interferência religiosa, a ignorância predominou, o que gerou os nomes Idade das Trevas e Espessa Noite Gótica.

Então religião é ruim? Não. Um dos conceitos de que mais gosto é o de que religião vem do latim religare: religar, unir novamente o humano ao divino. Acrescento: religião é caminho e não fim. É por onde se escolhe caminhar para alcançar a essência divina, a energia primordial, Deus, como queira. O que causa distorções e escuridão é justamente acreditar que é a própria religião a meta. Isso é o que gera intolerância religiosa, preconceito e escuridão.

Você já pensou se nossa espiritualidade tivesse evoluído nos últimos dez séculos como evoluiu a tecnologia no último? Estaríamos mais próximos do nosso divino. Mas ao abrir as páginas dos jornais, ao ler nos portais de notícia, ao ligar a televisão, vejo uma sombra enorme se aproximar, um imenso abismo causado pelo não entendimento, pela informação equivocada, pela intolerância.

Prefiro a noite com estrelas, gosto de luz. Espero não acordar um dia em meio a uma nova espessa noite gótica. Que a religião seja caminho para a evolução espiritual de cada um, mas que haja respeito pelos diversos pensares; que as coisas do mundo sejam olhadas sem fundamentalismo, com respeito ao humano, por menos divino que pareça.

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Crônicas do Anexo  14/01/2016 | 08h12

Joel Gehlen: O ciclista, Bowie e o infante

Andaria até o sol se pôr, tocando alto a guitarra que tinha dentes nas cordas. Mas como não pôde adivinhar a dor daquele dia perfeito?

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPrefeitura de Florianópolis decreta emergência após ciclone subtropical https://t.co/1UtCYiBEK9há 2 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaNo dia seguinte ao adeus, Arena Condá ainda recebe visitantes https://t.co/5peKncxwvDhá 3 horas Retweet

Mais sobre

  •  
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros