Saiba onde fica a Joinville que nem todos conhecem - Cultura e Variedades - A Notícia

Versão mobile

 

 

Eleições 201604/08/2016 | 11h31

Saiba onde fica a Joinville que nem todos conhecem

Programas sociais destinados à população mais carente da periferia amenizam a situação de muitas famílias, mas não resolvem todos os problemas

Saiba onde fica a Joinville que nem todos conhecem  Salmo Duarte/Agencia RBS
No loteamento Juquiá, na zona Sul de Joinville, a precariedade de algumas moradias chama atenção Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS
Leandro S. Junges

leandro.junges@an.com.br

Quase 20 serviços, que vão desde a transferência de renda direta, por meio do Bolsa-família, até a orientação e formação para o mercado profissional fazem parte de uma das maiores secretarias municipais de Joinville, a de Assistência Social. A pasta só tem menos funcionários diretos do que a da saúde e da educação e representa uma área em que investir no básico, no simples e no imediato pode ser considerado quase tudo para as famílias que são atendidas pelo poder público.

A ideia de assistencialismo, segundo o secretário Vagner Ferreira de Oliveira, advogado que assumiu a secretaria neste ano, tem perdido espaço nas últimas décadas para um compromisso com o profissionalismo, a prevenção e a melhoria gradativa de vida de quem precisa dos serviços.

– A gente tem como objetivo mudar cada vez mais essa ideia de assistencialismo. Um dos principais objetivos é garantir o exercício da cidadania e a emancipação dos usuários e famílias atendidas, para que não precisem mais dos serviços – diz o secretário.

Os braços da Assistência Social por Joinville são tão estendidos quanto os da Saúde ou da Educação. Um desses braços é o trabalho realizado nos centros de referência especializados de assistência social, os Creas. Neles, são recebidos famílias e indivíduos em situação de risco pessoal ou social, cujos direitos tenham sido ameaçados ou violados.

Na prática, quem precisa de algo corre para o Creas e lá recebe o apoio, a informação e, quando possível, o encaminhamento necessário dentro da burocracia do Estado.

Outra referência da assistência é o Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua, o Centro Pop. O local que funciona no bairro Bucarein será transferido para um imóvel próprio que está sendo construído ao lado da rodoviária de Joinville.

Já o Restaurante Popular também faz parte do guarda-chuva da Assistência Social. O local serve até 450 refeições diárias. Quando o primeiro Restaurante Popular funcionava na rua Urussanga – ele também deve ser reaberto –, chegou a servir até duas mil refeições por d

Confira AQUI reportagem sobre os desafios da assistência social:


Joinville Desafios do Futuro


Acompanhe as reportagens

Dia 30 de junho — Cultura
Dia 7 de julho — Turismo e lazer
Dia 14 de julho — Segurança
Dia 21 de julho — Educação
Dia 28 de julho — Saúde
Dia 4 de agosto — Assistência social
Dia 11 de agosto — Esporte
Dia 18 de agosto — Habitação
Dia 25 de agosto — Infraestrutura urbana
Dia 1º de setembro — Meio ambiente

A NOTÍCIA

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC reencontrará um velho conhecido na partida contra o Tombense https://t.co/WS0DFFZuEa #LeianoANhá 6 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaElevado da avenida Santos Dumont será interditado para conclusão da obra em Joinville https://t.co/HKCzhH36Ca #LeianoANhá 8 horas Retweet

Veja também

A Notícia
Busca