Aos seis anos, joinvilense ganha registro como mais jovem baterista do Brasil - Cultura e Variedades - A Notícia

Versão mobile

 

Menina do rock04/12/2015 | 17h12

Aos seis anos, joinvilense ganha registro como mais jovem baterista do Brasil

Eduarda Henklein começou a tocar aos quatro anos e logo ganhou destaque nacional nas redes sociais e em programas de TV

Aos seis anos, joinvilense ganha registro como mais jovem baterista do Brasil Salmo Duarte/Agencia RBS
Ela entra para a lista do site Rank Brasil, que registra os recordes nacionais Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS
Ela senta-se em frente ao instrumento com a graça de uma garotinha de seis anos. Apanha as baquetas e, no segundo seguinte, está tocando grandes clássicos do rock, como AC/DC, System of a Down e Pink Floyd.

A joinvilense Eduarda Henklein provavelmente não precisa mais de apresentação: ela ficou famosa há cerca de um ano e meio, quando seus vídeos tocando bateria começaram a aparecer nas redes sociais e a menina foi convidada para programas de TV exibidos em rede nacional.

Já o efeito que ela causa quando assume as baquetas, provavelmente levará alguns anos para deixar de surpreender. Não é à toa que no próximo dia 16 Duda será homologada como a baterista mais jovem do país pelo site Rank Brasil, fato que será comemorado com evento no Capitão Space Batataria e Pizzaria.

— Pode-se dizer que ela é superdotada na área musical, não só para tocar bateria, mas em tudo o que contempla a música. Tem noções de afinação e de melodia e uma percepção rítmica acima da média para uma criança — avalia o professor de bateria Diego Constant, que acompanha a menina há cerca de um ano.

Duda começou a tocar bateria em fevereiro de 2014, logo depois que decidiu dar atenção a um modelo de brinquedo que tinha em casa. Com a orientação do pai, o tecladista Marcos Maia, demonstrou uma habilidade fora do comum — e logo o brinquedo, feito de plástico, estava destruído pelo toque acelerado que o rock exigia.

Ela ainda não sabe ler, mas, se soubesse, poderia dividir o espanto com os pais e os irmãos de saber que, desde que ganhou uma bateria de verdade, começou a praticar e a ter vídeos compartilhados na internet, estas imagens ganharam o mundo. Há sites em inglês, francês, espanhol, alemão, árabe e chinês publicando a história da pequena joinvilense que, no último mês, teve a agenda cheia de compromissos como entrevistas, gravações e participações em eventos.

— O sucesso começou no ano passado e depois deu uma parada. Agora, não sabemos explicar o porquê, recomeçou com força total. Mas nós tentamos fazer com que ela esteja o mais confortável possível quando participa destes compromissos — comenta a mãe, a cantora Mel Plens.

Tocar clássicos do rock em uma idade em que a maioria das crianças só quer saber de cantar Let it Go — que, aliás, ela também adora — tem surpreendido não só o público comum da internet, mas os compositores destas canções. Há algum tempo, o baterista da banda Iron Maiden assistiu a um vídeo de Duda tocando e enviou um e-mail para os pais da menina contando como ficou emocionado ao vê-la interpretar uma canção do grupo.

Na última quinta-feira, foi a vez de Nick Mason, baterista da banda Pink Floyd, compartilhar em sua página no Facebook a matéria de um site americano que apresentava a menina tocando Sistem of a Down — talvez sem saber que ela já toca canções do Pink Floyd desde os quatro anos.

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Solidariedade 04/12/2015 | 13h54

Natal Legal para mais de 10 mil crianças ocorre neste domingo em Joinville

Ação se repete há mais de uma década na cidade

Fim de Semana 04/12/2015 | 08h02

Massagem relaxante, Burger 'n' Bier, teatro...saiba o que fazer em Joinville no fim de semana

Programação reúne feiras, apresentações musicais e espetáculos Joinville

Pequena dama de ferro 05/06/2014 | 08h58

Baterista joinvilense de quatro anos é elogiada por integrante do Iron Maiden

Criança aprendeu a tocar em um instrumento de brinquedo e em menos de meses já lê partituras

 
A Notícia
Busca