Rejane: Dermatologista Milena Zanella, de Joinville, dá dicas de como 'envelhecer bem' - Anexo - Cultura e Variedades - A Notícia

Versão mobile

 

Gastronomia26/09/2017 | 05h42Atualizada em 26/09/2017 | 11h45

Rejane: Dermatologista Milena Zanella, de Joinville, dá dicas de como 'envelhecer bem'

Confira esta e outras notas da colunista Rejane Gambin

Rejane: Dermatologista Milena Zanella, de Joinville, dá dicas de como 'envelhecer bem' /
Dermatologista Milena Zanella

Quem conhece a joinvilense Milena Zanella percebe que a profissão de dermatologista lhe cai muito bem. Fala dos cuidados com a pele de uma forma apaixonada e com certeza esse é um dos segredos de sua carreira de sucesso. Outro diferencial é que ela está sempre em busca de novidades e constantemente viaja com o marido, também dermatologista, Vitor Azulay, para congressos de onde trazem as novidades em tratamentos e procedimentos eficientes. Fui conversar com ela para saber mais sobre o que é possível fazer para “envelhecer bem”.

 Confira outras colunas de Rejane Gambin.
Confira mais notícias de Joinville.

Fala-se hoje em  buscar alternativas que suavizem o passar dos anos. Qual é a idade ideal para se pensar nisso?
Os sinais do envelhecimento começam a aparecer aos 25 anos, quando diminuímos a produção de colágeno, que é uma proteína fundamental para dar estrutura para nossa pele. Por volta dos 30, praticamente todos nós, em algum momento, ficamos descontentes com alguma ruga ou aspecto mais cansado, por exemplo. Por isso, costumo dizer que procurar o dermatologista nessa fase da vida é essencial, para saber como se preparar para o que vem pela frente.

O botox tornou-se um procedimento acessível a qualquer um. E talvez por isso, também, existe algum exagero no uso, com pessoas quase sem expressão. Como saber o ponto ideal?
Uma boa aplicação de toxina botulínica (botox) exige muito estudo e treinamento, senão você passa do ponto. Paralisar a face é fácil, difícil é fazer uma aplicação que elimine as rugas e mantenha a expressão natural! Além disso, sempre lembro meus pacientes que o importante é a prevenção. Não se deve esperar a ruga se formar por completo para começar a aplicação! E que não há uma idade certa para fazer botox, mas sim a indicação certa, conforme a necessidade de cada um.

Qual é a melhor forma de suavizar rugas, linhas de expressão e olheiras?
Existem dois tipos de rugas: aquelas que só aparecem com os movimentos e as que permanecem marcadas na pele mesmo sem expressão. As primeiras, tratamos com a toxina botulínica e assim prevenimos que o segundo tipo apareça. Para suavizar as rugas já marcadas na pele podemos usar: resurfacing a laser, peeling, radiofrequência, ultrassom microfocado e preenchimentos, além de botox – se puder fazer tudo isso, melhor ainda, porque apagar rugas não é tarefa fácil. E, infelizmente, não se pode esperar que um creme faça isso. Já as olheiras têm várias causas e por isso geralmente um tratamento só não resolve completamente. Optamos por preenchimento com ácido hialurônico quando elas apresentam aspecto profundo, lasers e peelings para clarear se forem escuras e radiofrequência e ultrassom microfocado se houver flacidez de pele.

Que cuidados simples podem ser acrescentados ao dia a dia para ajudar a envelhecer bem?
O mais importante de todos os cuidados é aplicar filtro solar diariamente de manhã e ao meio dia. Assim, prevenimos o fotoenvelhecimento, que é o envelhecimento causado pelos raios solares. Manter hábitos alimentares saudáveis e evitar cigarro e açúcares também é valido. Limpar bem a pele antes de dormir e aplicar um creme regenerador é minha terceira dica, porque é durante a noite que a pele mais trabalha para se regenerar. Importantíssimo: os produtos não precisam ser os mais caros do mercado. Existem cremes maravilhosos por preços justos. Então, não há desculpa para não cuidar da pele! Apenas devem ser sempre indicados por um médico dermatologista!

Reconhecimento

heleny meister, acij, coluna rejane
Heleny Meister e Pierre Jonette, da Meister, recebem diploma do presidente Moacir Thomazi na Associação Empresarial de Joinville (Acij), que homenageou empresas associadas que fizeram aniversário. Nesta primeira edição do ano, receberam o reconhecimento da casa as empresas que completaram entre 40 e 110 anos, nos anos de 2015, 2016 e 2017.Foto: max schwoelk / Divulgação

Palminhas

Regina Rengel comemorando os seus 18 anos. A festa foi no fim de semana.Foto:

Homenagem

Simone Schramm e o bispo dom Francisco Carlos BachFoto:

A secretária da Agência de Desenvolvimento Regional de Joinville, Simone Schramm, com o bispo dom Francisco Carlos Bach durante o jantar de comemoração dos 50 anos da Adipros. Na oportunidade, o governo do Estado foi homenageado com a Comenda Dom Gregório Warmeling por ter contribuído com a entidade nas causas sociais.

 
A Notícia
Busca